Resultados 1 al 4 de 4

Tema: Corridas Históricas - Carreras Históricas

  1. #1

    Corridas Históricas - Carreras Históricas

    GP do Canadá de 1988

    Grid de Largada

    1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’21.681
    2 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’21.863
    3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’22.719
    4 Michele Alboreto (Ferrari) 1’23.296
    5 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’23.968
    6 Nelson Piquet (Lotus/Honda) 1’23.995
    7 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’24.115
    8 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’24.679
    9 Nigel Mansell (Williams/Judd) 1’24.844
    10 Philippe Streiff (AGS/Ford) 1’24.968
    11 Riccardo Patrese (Williams/Judd) 1’24.971
    12 Andrea de Cesaris (Rial/Ford) 1’24.988
    13 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’25.373
    14 Ivan Capelli (March/Judd) 1’25.609
    15 Stefano Modena (Euro Brun/Ford) 1’25.713
    16 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’25.740
    17 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’25.765
    18 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’25.910
    19 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’26.092
    20 René Arnoux (Ligier/Judd) 1’26.327
    21 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’26.437
    22 Piercarlo Ghinzani (Zakspeed) 1’26.784
    23 Julian Bailey (Tyrrell/Ford) 1’27.139
    24 Oscar Larrauri (Euro Brun/Ford) 1’27.321
    25 Stefan Johansson (Ligier/Judd) 1’27.637
    26 Gabriele Tarquini (Coloni/Ford) 1’27.665

    Não se Classificaram para a corrida:

    Adrián Campos (Minardi/Ford) 1’27.885
    Nicola Larini (Osella)1’27.981
    Yannick Dalmas (Lola/Ford) 1’28.012
    Bernd Schneider (Zakspeed) 1’28.215
    Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’29.103

    Senna supera Prost, vence em Montreal e assume a vice-liderança do Mundial de pilotos

    Ayrton Senna conseguiu sua quinta pole position na temporada e precisava da vitória para entrar na disputa do campeonato. Alain Prost tinha 33 pontos, Berger era o vice-líder com 18 pontos e Senna aparecia em 3º com 15 pontos. O líder do Campeonato Alain Prost largava em 2º. Na segunda fila largava os dois pilotos da Ferrari, com Gerhard Berger em 3º e Michele Alboreto em 4º. Na terceira fila largava o melhor dos pilotos com motor aspirado, o italiano Alessandro Nannini da Benetton e o Brasileiro Nelson Piquet da Lotus fechava os 6 primeiros colocados.

    Thierry Boutsen (Benetton), Eddie Cheever (Arrows), Nigel Mansell (Williams) e completando os 10 primeiros colocados o Francês Phillipe Streiff (AGS) com uma grande classificação. Adrián Campos, Nicola Larini, Yannick Dalmas, Bernd Schneider e Alex Caffi não foram classificados para a corrida. Aliás, essa foi a última vez que Campos participou de um GP de Formula 1.



    Senna reclamou demais da posição onde ficava o pole position, Ele estava por fora, enquanto que Prost vinha por dentro. Isso deve ter feito toda a diferença na largada. Prost assumiu a liderança deixando Senna para a segunda posição. Os dois seguidos de perto por Berger, Alboreto, Boutsen, Nannini, Piquet e Mansell. Uma bela largada de Prost e uma grande largada de Boutsen, que subiu do 7º para o 5ºlugar.

    Prost, Senna e Berger vinham na mesma balada ao completarem a primeira volta, enquanto Alboreto ficava mais para os dois pilotos da Benetton. Enquanto isso lá atrás, Julian Bailey bateu em Luis Perez Sala que acabou perdendo o aerofólio traseiro. Enquanto o piloto da Tyrrell abandonava a prova o piloto da Minardi acabou indo para os boxes para recolocar um novo aerofólio.



    Os pilotos da Mclaren, Ferrari e Lotus poderiam ter problemas de consumo de combustível, coisa que as Benetton e outros carros aspirados não tinham. Boutsen vai para cima de Alboreto, mesmo com potência a menos, o carro da Benetton vinha mais equilibrado do que o carro do piloto italiano.

    Prost vinha na frente de Senna que vinha acompanhando o Francês e Berger tentava acompanhar os dois. A Ferrari aumentou a potência do seu motor para poder lutar de igual para igual com os pilotos da Mclaren. Enquanto isso, Piquet sofria pressão de Nigel Mansell, tentando segurar o 7ºlugar. muito longe do 9ºcolocado. Após 6 voltas completadas: 1. Prost (8:52.36), 2. Senna (a 0.71), 3. Berger (a 1.79), 4. Alboreto (a 4.12), 5. Boutsen (a 4.89), 6. Nannini (a 6.09)



    Alboreto vivia momentos difíceis com Boutsen na sua cola após 8 voltas de prova. Seu companheiro Gerhard Berger vinha em 3º, ainda perto de Prost e Senna que começavam a fugir do Berger. Lá atrás, Oscar Larrauri abandonou com problemas de chassis da Eurobrun, Após tocar o Aerofólio dianteiro em Stefan Johansson (Ligier).

    Na 9ªVolta, Senna começa a ameaçar um ataque em cima de Prost. Berger já não consegue acompanhar os dois de perto; Já Alboreto continuava pressionado por Boutsen e Nannini com um ótimo chassis e um motor que consumia pouco. Classificação após 10 Voltas: 1. Prost (14:41.14), Senna (a 0.30), 3. Berger (a 2.97), 4. Alboreto (a 7.53), 5. Boutsen (a 7.53), 6. Nannini (a 8.39)
    No final da 11ªVolta, Boutsen e Nannini (A dupla da Benetton) superaram Alboreto e passaram para o 4º e 5ºlugares respectivamente. E acabaram indo embora, deixando o piloto da Ferrari para trás. Prost tentava abrir um pouco de vantagem para Senna, abrindo 0.7 segundos para o piloto brasileiro. Berger vinha em 3º, mas começava a ver os pilotos da Benetton mais de perto, Já para buscarem o vice-líder do campeonato. Era impressionante como a Benetton andava muito.

    No final da 14ªVolta, Boutsen e depois Nannini superaram Berger e subiram para o 3º e 4ºlugares e se mandaram na frente. A uns 10 segundos a frente, Senna foi com tudo para cima de Prost. Enquanto que Nannini teve de deixar a prova, por causa da ignição ao começar à 16ªVolta. Com isso Berger volta ao 4ºlugar, com Alboreto e Piquet completando os 6 primeiros colocados.

    Prost e Senna pegaram o primeiro retardatário (Piercarlo Ghinzani) e ambos passaram com pouco de dificuldade. Mansell continuava atacando Piquet, Os dois disputam o 6ºlugar, um pouco atrás, vinha Phillipe Streiff, se aproximando dos dois com sua AGS.

    Na 19ªVolta, Prost e Senna pegam Luis Perez Sala, Senna se aproveitou do piloto da Minardi e foi para a ultrapassagem no Haipin ao final da prova. O Brasileiro assumiu a liderança. Agora era Prost que tinha que partir para cima do piloto Brasileiro. Após 19 voltas completadas a classificação era: Senna, Prost, Boutsen, Berger, Alboreto, Piquet, Mansell e Streiff. Andrea de Cesaris (Rial) e Ivan Capelli (March) completavam os 10 primeiros colocados.



    Senna começava a abrir um pouco de vantagem para cima de Prost. Ambos tinham que se preocupar com o consumo de combustível, Além de Berger, Alboreto, Piquet e Nakajima. Para o Austríaco, A preocupação do combustível acabaria na 23ªVolta. Seu Ferrari sofreu de problemas elétricos e acabou deixando a corrida. Enquanto que Mansell continuava a pressionar Piquet. Já Streiff estava perto dos dois, mas errou uma marcha e perdeu uns 3 segundos em relação a Piquet e Mansell.

    Na mesma 23ªVolta, Mansell supera Piquet e assume o 5ºlugar. Os problemas do campeão de 1987 não iriam parar por ai, Ele começava a ser pressionado pelo Phillipe Streiff. Lá na frente, Senna e Prost passaram por Gugelmin. Senna já estava mais sossegado na liderança, com 4 segundos a frente do piloto francês. Thierry Boutsen vinha em 3º, a 10 segundos do líder e na frente de Alboreto. Classificação após 25 voltas: 1. Senna (36:27.34), 2. Prost (a 4.02), 3. Boutsen (11.40), 4. Alboreto (29.23), 5. Mansell (35.53), 6. Piquet (39.07).



    Senna perdeu tempo para superar Tarquini e depois, na 28ªVolta, o líder da prova pegou logo três retardatários: Arnoux, Warwick e Cheever. Senna acabou tendo de resolver rápido essa situação. Prost chegou perto, mas tinha que passar pelos três, que brigavam pelo 16ºlugar. Resultado foi que Prost demorou mais de 1 volta para conseguir passar pelos 3 pilotos, nesse meio tempo, Nigel Mansell abandonou com problemas de Motor.

    Piquet voltou para o 5ºlugar e Streiff entra na zona de pontuação, mas a posição de Piquet era frágil. Streiff colocava pressão em cima de Piquet. Os problemas do chassis desse ano da Lotus era evidente, somente o motor turbo da Honda e o braço do Piquet é que deixava o piloto em 5ºlugar. Algumas voltas depois, Andrea de Cesaris chegou na batalha pela posição. Lá atrás, Tarquini tocou em Arnoux e rodou logo na frente de Warwick. Apesar disso, o piloto da Coloni voltou à prova.
    Classificação após 31 Voltas: Senna (45:08.94), 2. Prost (a 4.36), 3. Boutsen (a 12.60), 4. Alboreto (34.05), Piquet (45.90) e Streiff (a 46.46). De Cesaris, Capelli, Patrese e Modena completam os 10 primeiros colocados.
    Michele Alboreto abandona a prova, enterrando de uma vez o final de semana da Ferrari. Na mesma volta, o italiano Ricardo Patrese abandonou. A Williams também estava fora da prova. Piquet subiu para o 4ºlugar, mas era atacado incansavelmente pelo Streiff, levando a AGS ao seu melhor momento na Formula 1.


    Após a metade da prova, 17 pilotos ainda estavam na corrida. A Classificação era: Senna (50:53.808), Prost (a 3.178), Boutsen (a 15.339), Piquet (a 53.088), Streiff (a 54.322) e De Cesaris (a 55.512) Apesar de não ter problemas de combustível, Boutsen não parecia ser páreo para os dois pilotos da Mclaren-Honda. Senna se estabilizou na frente, com 3 a 4 segundos de frente para Prost, cuidando do consumo de combustível que para ele era dramático. Na 37ªVolta, Senna coloca uma volta em Stefano Modena, que estava fazendo um belo final de semana com sua Eurobrun, em 8ºlugar. O italiano facilitou a ultrapassagem dos dois primeiros.

    Arnoux foi para os boxes, o que seria uma troca de pneus acabou na verdade sendo um abandono, por causa da quebra da transmissão do Ligier. Nelson Piquet conseguiu abrir um pouco de vantagem para Streiff que começava a ficar mais para De Cesaris. Eram duas equipes pequenas com bons carros brigando pelo 5ºlugar. Até que na 42ªVolta, Phillipe Streiff entrava para os boxes com a suspensão quebrada, Nada se podia fazer para o piloto da AGS. O francês abandonou no que poderia ser a melhor corrida da história da equipe francesa. De Cesaris vai para o 5ºlugar e Ivan Capelli passou a ser o 6ºcolocado.


    Classificação após 43 voltas: Senna (1:02.24.46), Prost (a 4.36), Boutsen (a 23.29), Piquet (a 1:06.76), De Cesaris (71.08), Capelli (a 1 Volta) Modena (em uma impressionante 7ªposição), Alliot, Palmer e Warwick completavam os 10 primeiros. O piloto da Arrows sofreu um acidente impressionante e mesmo assim estava resistindo à corrida. Ivan Capelli estava apenas a 1 segundo a frente de Modena, A pequena Eurobrun tinha a chance de marcar seu primeiro ponto na Formula 1 em sua 5ªparticipação em GPs.

    Prost na 45ªVolta marcou a melhor volta da prova, Com 1:26,362 (média de 186.141 km/h – 116.041 Mph). Porém a vantagem de Senna era de 4 segundos na saída da 46ªVolta. Modena vai para cima de Capelli, A briga do piloto da March e do piloto da Eurobrun pelo 6ºlugar, pelo ponto que era importante para as duas equipes.



    Prost tentava baixar a diferença para Senna e estava conseguindo aos poucos, baixando de 4 para 3.2 segundos. Por isso o Brasileiro pisou forte para tentar sustentar a vantagem. Ao mesmo tempo que ele precisava passar os retardatários. Na volta de número 50, Senna estava perto de colocar uma volta em Andrea de Cesaris enquanto que Boutsen colocou uma volta em Capelli. Classificação após 50 Voltas: 1. Senna (1:12:12.23), 2. Prost (a 3.22), 3. Boutsen (a 30.32), 4. Piquet (a 1 Volta), 5. De Cesaris (a 1 Volta), 6. Capelli (a 1 Volta), O piloto da March conseguiu abrir vantagem sobre Modena. O piloto da Eurobrun sofria pressão de Phillipe Alliot da Larrousse. 7. Modena (a 1 Volta), 8. Alliot (a 1 Volta), 9. Palmer (a 1 Volta), 10. Warwick (a 1 Volta), 11. Tarquini (a 1 Volta), 12. Gugelmin (a 2 Voltas)

    A prova estava concentrava na briga entre Senna e Prost, A vantagem entre os dois oscilavam entre 2.8 a 3.2 segundos. A corrida não estava definida de forma nenhuma, mas Senna fez a melhor volta da prova, baixando da marca de 1 minuto e 25 segundos para a casa do 1 minuto e 24 segundos (1:24.973 na 53ªVolta).

    Senna passou Tarquini e depois passou Warwick e terminando a sequencia de ultrapassagem com Piercarlo Ghinzani. Apesar desse trafego, Senna acabou aumentando sua vantagem para 3.9 segundos. Mauricio Gugelmin abandonou na 55ªVolta. Senna aumentou sua vantagem para 5 segundos sobre Prost. Parecia que a corrida estava se definido a favor do piloto Brasileiro.



    Andrea de Cesaris estava a 11 voltas de marcar os primeiros pontos da equipe Rial na Formula 1, numa belíssima atuação do piloto italiano que era acostumado a causar acidentes (88 foi uma das melhores temporadas do piloto Italiano). A 10 voltas do final, a prova estava sob controle para Senna. Com 7 segundos e Prost já sem folego para tirar esse tempo todo nas últimas voltas, além de ter muita dificuldade ao colocar a 2 volta em Jonathan Palmer.

    A poucas voltas do final, Modena vai para os boxes com problemas em seu Eurobrun, o que tirava qualquer chance de pontuar. Já com 10 segundos de vantagem, Senna já vinha administrando sua vantagem para Prost que também tirou o pé.

    Tudo parecia definido, até que nas voltas finais ocorreram mudanças. Andrea de Cesaris acabou parando por pane seca e perdendo 2 pontos certos depois de uma grande corrida que acabava de fazer. Ghinzani e Alliot também deixaram a corrida no final, mudando a classificação da prova.


    Senna levou com cuidado seu carro para vencer pela 8ªVez na sua carreira. Uma bela atuação do piloto brasileiro, que terminou quase 6 segundos a frente de Alain Prost. Thierry Boutsen levou a Benetton-Ford ao primeiro pódio do ano e o primeiro pódio de um motor aspirado desde de 1983 (GP de Detroit de 1984 com Martin Brundle, sem contar desclassificação da Tyrrell do campeonato inteiro).



    Nelson Piquet sofreu, mas resistiu a pressão de 2 adversários para terminar a prova em 4ºlugar e marcar mais 3 pontos no Mundial. Ivan Capelli marcou os dois primeiros pontos da March em 1988. Completando a zona de pontuação o discreto Jonathan Palmer da Tyrrell, que fez uma corrida na dele e aproveitou os abandonos no final para ficar em 6º.

    Derek Warwick fez uma prova heroica, com muitas dores acabou levando seu Arrows ao 7ºlugar. Gabriele Tarquini marcou o melhor resultado da história da Coloni, com o 8ºlugar no final de Semana dos Namorados em Montreal. Senna agora assumia a vice-liderança do campeonato, Agora com 24 pontos contra os 39 pontos de Alain Prost. Era a 5ªVitória da Mclaren no campeonato em 5 corridas.


    Pos. Piloto
    Equipe Carro Motor Diferença Abandono Pontos MV Grid
    1 Ayrton Senna 12 Mclaren MP4-4 Honda 1:39:46.618 9 * 1
    2 Alain Prost 11 Mclaren MP4-4 Honda a 5.934 6 2
    3 Thierry Boutsen 20 Benetton B188 Ford a 51.409 4 7
    4 Nelson Piquet 1 Lotus 100T Honda a 1 Volta 3 6
    5 Ivan Capelli 16 March 881 Judd a 1 Volta 2 14
    6 Jonathan Palmer 3 Tyrrell 17 Ford a 2 Voltas 1 19
    7 Derek Warwick 17 Arrows A10B Megatron a 2 Voltas 16
    8 Gabriele Tarquini 31 Coloni FC188 Ford a 2 Voltas 26
    9 Andrea de Cesaris 22 Rial ARC01 Ford a 3 Voltas Pane Sêca 12
    10 Phillipe Alliot 30 Lola LC88 Ford a 3 Voltas Elétrico 17
    11 Satoru Nakajima 2 Lotus 100T Honda a 3 Voltas 13
    12 Stefano Modena 33 EuroBrun ER188 Ford a 3 Voltas 15
    13 Luis Perez Sala 24 Minardi M188 Ford a 5 Voltas 21
    14 Piercarlo Ghinzani 9 Zakspeed 881 Zakspeed a 6 Voltas Motor 22
    15 Mauricio Gugelmin 15 March 881 Judd a 15 Voltas Câmbio 18
    16 Phillipe Streiff 14 AGS JH23 Ford a 28 Voltas Suspensão 10
    17 Rene Arnoux 25 Ligier JS31 Judd a 33 Voltas Transmissão 20
    18 Michele Alboreto 27 Ferrari F1-87-88 Ferrari a 36 voltas Motor 4
    19 Ricardo Patrese 6 Williams FW12 Judd a 37 Voltas Motor 11
    20 Eddie Chevver 18 Arrows A10B Megatron a 38 Voltas Acelerador 8
    21 Nigel Mansell 5 Williams FW12 Judd a 41 Voltas Motor 9
    22 Stefan Johansson 26 Ligier JS31 Judd a 45 Voltas Motor 25
    23 Gerhard Berger 28 Ferrari F1-87-88 Ferrari a 47 Voltas Elétrico 3
    24 Alessandro Nannini 19 Benetton B188 Ford a 54 Voltas Ignição 5
    25 Oscar Larrauri 32 EuroBrun ER188 Ford a 61 Voltas Chassis 24
    26 Julian Bailey 4 Tyrrell 17 Ford a 69 Voltas Acidente 23
    NC Adrian Campos 23 Minardi M188 Ford Não Classificou
    NC Nicola Larini 21 Osella FA1IL Osella Não Classificou
    NC Yannick Dalmas 29 Lola LC88 Ford Não Classificou
    NC Bernd Schneider 10 Zakspeed 881 Zakspeed Não Classificou
    NC Alex Caffi 36 Dallara BMS-F188 Ford Não Classificou

    Texto: Deivison da Conceição da Silva
    Fotos: Formel1mic
    Fonte: http://portalsportszone.com.br/corri...anada-de-1988/
    Última edición por deivison; 07/04/2020 a las 23:32

  2. #2
    Corridas Históricas – GP de Portugal de 1984

    Dia 21 de Outubro de 1984 – Estoril (Portugal)
    Era dia de decisão na Formula 1 entre Niki Lauda e Alain Prost, Os dois pilotos da Mclaren que dominaram a Temporada estavam separados por apenas 3,5 pontos. Lauda tinha 66 pontos e Prost tinha 62,5 pontos. Um céu limpo para uma grande decisão
    Grid de Largada:
    pos Piloto Equipe/Motor Tempo
    1 Nelson Piquet (Brabham/BMW) 1’21.703
    2 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’21.774
    3 Ayrton Senna (Toleman/Hart) 1’21.936
    4 Keke Rosberg (Williams/Honda) 1’22.049
    5 Elio de Angelis (Lotus/Renault) 1’22.291
    6 Nigel Mansell (Lotus/Renault) 1’22.319
    7 Patrick Tambay (Renault) 1’22.583
    8 Michele Alboreto (Ferrari) 1’22.686
    9 Derek Warwick (Renault) 1’22.801
    10 Stefan Johansson (Toleman/Hart) 1’22.942
    11 Niki Lauda (McLaren/TAG) 1’23.183
    12 Riccardo Patrese (Alfa Romeo) 1’24.048
    13 Philippe Streiff (Renault) 1’24.089
    14 Eddie Cheever (Alfa Romeo) 1’24.235
    15 Jacques Laffite (Williams/Honda) 1’24.437
    16 Marc Surer (Arrows/BMW) 1’24.688
    17 René Arnoux (Ferrari) 1’24.848
    18 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’25.115
    19 Manfred Winkelhock (Brabham/BMW) 1’25.289
    20 Andrea de Cesaris (Ligier/Renault) 1’26.082
    21 François Hesnault (Ligier/Renault) 1’26.701
    22 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’26.840
    23 Gerhard Berger (ATS/BMW) 1’28.106
    24 Jo Gartner (Osella/Alfa Romeo) 1’28.229
    25 Mauro Baldi (Spirit/Hart) 1’29.001
    26 Jonathan Palmer (RAM/Hart) 1’29.397
    27 Philippe Alliot (RAM/Hart) 1’30.406
    A pole position era de Nelson Piquet, Com a sua Brabham-BMW fazendo a 9ªpole da Temporada de 1984. Em segundo larga Alain Prost, com a Mclaren-Porsche, O Carro do ano de 1984. Na segunda fila largam Ayrton Senna com a Toleman-Hart e Keke Rosberg com a Williams-Honda. A terceira fila era dos dois pilotos da Lotus-Renault, Com Elio de Angelis a frente de Nigel Mansell. Partick Tambay (Renault), Michele Alboreto (Ferrari). Derek Warwick (Renault) e Stefan Johansson (Toleman) fechavam os 10 primeiros. Niki Lauda fez um treino bem ruim devido aos problemas nos treinos de Sábado e largaria apenas em 11º.
    A Vantagem era de Prost. O Circuito de Estoril estreava no Mundial de Formula 1 nesse ano, E logo em sua estreia teria uma decisão de campeonato. Portugal estava de fora da Formula 1 desde de 1960. Lauda poderia ser campeão pela terceira vez ou Prost poderia ir para o seu primeiro título da França.
    Na Largada, Piquet foi mal e Rosberg largou bem melhor e assumiu a liderança, Mansell passou do 6º para o 2ºlugar e Prost fez uma largada mais precavida e caiu para o terceiro lugar, Ayrton Senna recuou para o 4º, Alboreto subiu do 8º para o 5ºlugar e Elio de Angelis acabou perdendo uma posição e aparece em 6º. Nelson Piquet acabou rodando e caiu para o 27º e último lugar ao final da 1ªVolta.
    Prost já foi para cima de Mansell, Na segunda volta e logo conseguiu passar para o segundo lugar. Lauda passou Cheever da Alfa Romeo na 3ªvolta assumindo o 10ºlugar. Enquanto que Phillipe Alliot da RAM abandonou a corrida.
    O Francês partiu para cima de Rosberg com a Williams (Que era um carro muito problemático, mas rendia muito nas mãos do Finlandês) Os pilotos sofriam com a pista que estava bem lisa. Os 3 primeiros colocados já estavam muito distantes de Ayrton Senna, que em 4º vinha sendo pressionado pelo Alboreto e por De Angelis. A Toleman tinha um grande carro, Mas o motor era bem aquém dos principais motores turbo da Formula 1.
    Classificação após 5 Voltas: Rosberg (7:31.516) – Prost (a 0.279) – Mansell (a 2.179) – Senna (a 8.189) – Alboreto (a 8.658) – de Angelis (a 8.946) – Lauda vinha em 9ºlugar após ultrapassar Partick Tambay.
    Prost tenta passar Rosberg na entrada da 7ªVola, Só que Rosberg segurou a liderança com um carro não equilibrado, com visíveis problemas no seu Williams. Na Volta seguinte, Prost tentou de novo, Mas Rosberg segura de novo. Porém, isso não iria durar para sempre. Prost no começo da volta 9 no final da reta assumiu a liderança. Era que o Francês precisava com o Lauda em 9º o título era dele.
    Marc Surer deixa a prova, Enquanto que Mansell foi para cima de Rosberg. O Finlandês não quis tomar conhecimento de Mansell. Qualquer coisa entre os dois poderia dar a Lauda duas posições. Classificação após 10 Voltas: Prost (14:45.990) – Rosberg (a 6.353) – Mansell (a 6.674) – Senna (a 12.271) – Alboreto (a 13.589) – Warwick (a 15.082) – De Angelis (a 15.569) – Johansson (a 15.916) – Lauda (a 16.540) – Tambay (a 23.244).
    Após 3 voltas de disputa entre os futuros companheiro de equipe na Williams em 85, Mansell passou Rosberg que balançou seu carro. Depois disso, Mansell disparou e Rosberg estava ficando pelo caminho. Era a mostra do carro da Williams estava bem desequilibrado nas suas mãos. Mais atrás, Lauda estava em 9º, Mas bem perto de Senna, Alboreto, Warwick, de Angelis, Johansson. Ele vinha colado no Sueco na volta 13 para 14. Warwick foi para os boxes e isso permitiu a Lauda subisse para o 8ºlugar.
    Lauda em posição de espera ver Johansson pressionando de Angelis, Ele vinha 22 segundos atrás de Prost, O Austriaco foi para cima de Johansson que acabou ficando um pouco mais para trás , Mas acabou desistindo da ultrapassagem de forma muito prudente e precavida em cima do piloto da Toleman.
    Classificação após 16 Voltas: Prost (23:21.489) – Mansell (a 8.351) – Rosberg (a 19.410) – Senna (a 21.263) – Alboreto (a 22.744) – de Angelis (a 23.468) – Lauda estava em 8º, Logo atrás de Johansson.
    Prost vinha tranquilo na ponta, estava na hora de pegar os retardatários; Os primeiros eram Gartner com a Osella e Mauro Baldi da Spirit-Hart. As ultrapassagens foram bem fáceis. Elio de Angelis foi superado por Johansson e Lauda na 18ªVolta. Rosberg vinha ficando com o desempenho cada vez pior, Senna já estava na cola do piloto da Williams e a ultrapassagem acabou aconteceu na volta 19. O piloto Brasileiro estava em 3ºlugar.
    Classificação após 20 Voltas: Prost (29:05.089) – Mansell (a 7.103) – Senna (a 25.895) – Rosberg (a 27.642) – Alboreto (a 28.233) – Johansson (a 28.893) – Lauda (a 29.121) – Tambay (a 31.590) – de Angelis (a 32.818) – Cheever (a 47.461). O título nesse momento era de Alain Prost.
    Lauda tentava ultrapassar Johansson, Enquanto isso a Williams de Jacques Laffite ira para os boxes caindo do 17º para o 24º e último lugar. O Francês da Williams voltou logo a frente de Alboreto, Johansson e Lauda. Phillipe Streiff com a terceira Renault acabou rodando, Era a primeira participação do Francês na Formula 1.
    Lauda não conseguia passar Johansson e já estava ficando muito longe de Prost, Com 31 segundos de distância e 24 segundos atrás de Mansell para chegar ao segundo lugar. Laffite faz uma nova parada nos boxes. Piquet em 15º Vinha perto de De Cesaris, Winkelrock, Boutsen e Patrese na disputa pelo 11ºlugar.
    Lauda continua tentando colocar o carro do lado do piloto da Toleman que vinha super bem na corrida, Com seus dois pilotos na zona de pontuação. A ultrapassagem estava ficando bem difícil. Lá na frente, Prost vinha mantendo os 7 segundos de diferença para Mansell, O Inglês vinha fazendo uma boa corrida. Na 25ªVolta, Boutsen dava adeus a prova. (Igualmente a Arrows que seus dois pilotos estavam de fora da prova)
    Johansson foi para cima de Alboreto na reta na volta 27, Na parte mista do circuito Lauda finalmente deixou o Sueco para trás. Meia volta depois, Lauda passou Alboreto sem pensar. Em 1 volta o piloto da Mclaren passava do 7º para o 5ºlugar. Enquanto isso, Warwick deixava a prova na 28ªVolta. Quem vinha muito mal era Arnoux que estava em uma melancólica 13ªposição.
    Classificação após 28 Voltas: Prost (40:28.063) – Mansell (a 6.694) – Senna (a 37.476) – Rosberg (a 40.210) – Lauda (a 41.367) – Alboreto (a 43.210) 23 carros estavam na prova.
    Prost continuava na frente de Mansell com uma distancia segura para o Leão. Na entrada da 31ªVolta, Lauda passou Rosberg e assumiu a 4ªposição, Mas isso ainda não bastava para ser o campeonato. (O Campeonato ficaria Prost com 71.5 Pontos e Lauda teria com esse resultado 69 pontos) Lauda vai a caça de Senna, Em busca do terceiro lugar.
    Classificação após 31 Voltas: Prost (44:45.611) – Mansell (a 5.358) – Senna (a 40.377) – Lauda (a 42.786) – Rosberg (a 44.379) – Alboreto (a 46.516) – Tambay (a 55.685) – De Angelis (a 57.955) – Patrese (a 1:13.444) – Winkelhock (a 1:24.865) – De Cesaris – Arnoux – Piquet – Berger – Warwick
    Lauda vai para cima de Senna, Com muito mais carro que o piloto da Toleman, Andreas Nicolau Lauda esperou o melhor momento para superar Ayrton e na entrada da reta, na 33ªVolta, Lauda usando o motor Porsche contra o motor Hart da Toleman de Senna passou para o 3ºlugar.
    Lauda vinha em 3ºlugar, Mas o problema era os 36 segundos que Mansell tinha de vantagem para Prost, Porém se Mansell tirasse os 8 segundos de Prost e fizesse a ultrapassagem o jogo mudaria a favor do Austríaco. Classificação após 34 voltas: Prost (48:59.765) – Mansell (a 8.770) – Lauda (a 45.811) – Senna (a 47.047) – Rosberg (a 49.520) – Alboreto (a 50.928) Chegamos a metade da corrida. Prost já colocava uma volta no Ricciardo Patrese, que vinha em 9ºlugar.
    Alboreto pressionava Rosberg. Era nítido que o carro da Ferrari era bem melhor que o Carro da Williams. Prost abre 10 segundos de vantagem para Mansell, Já o piloto Inglês vinha mantendo os 36 segundos a frente de Lauda. Conforme a corrida iria passando e a diferença do piloto da Lotus não baixava, O título começava a ficar cada vez mais próxima das mãos de Prost, Que vinha fazendo a volta mais rápida da prova na 39ªVolta.
    Keke Rosberg deixa a corrida na 40ªVolta já em 6ºlugar, Com isso Tambay passou para o 6ºlugar. Classificação após 40 Voltas: Prost (57:27.217) – Mansell (a 16.465) – Lauda (a 45.227) – Senna (a 58.519) – Alboreto (a 59.686) – Tambay (a 1:12.610) – De Angelis (a 1:13.375) – Rosberg (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)
    Prost já estava longe de Mansell e Lauda já vinha diminuindo a diferença para Mansell, Lauda passou para uma postura suicida para cima de Mansell. Restando 30 voltas era o tudo ou nada para o piloto Austríaco tentar a ultrapassagem que daria o título.
    A Prova só não estava em Calmaria porque Lauda estava disposto a tirar diferença para Mansell. Já Alboreto acabou rodando na parte mista do circuito, Por sorte, O Italiano tinha vantagem para segurar o 5ºlugar, Só que agora teria um prejuízo de mais de 10 segundos para Senna que estava mais folgado. Lauda encontra Johansson de novo que não cede facilmente a ultrapassagem para um dos concorrentes ao título. Classificação após 45 Voltas: Prost (1:04:29.869) – Mansell (a 17.907) – Lauda (a 45.885) – Senna (a 1:11.318) – Alboreto (a 1:23.364) – De Angelis (a 1:24.290) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)
    Prost agora vinha tranquilo em relação ao Mansell, O piloto da Lotus estava preocupado com sua vantagem para Lauda, Mas ainda isso tinha confortáveis 27 segundos e com o Austríaco com vários retardatários para fazer ultrapassagem. Isso ajudou bastante o Inglês a ganhar tempo e a vantagem subiu para 31 segundos. A Segunda posição parece ser praticamente um sonho impossível para Lauda e o Título de Prost cada vez estava nas suas mãos.
    Classificação após 50 Voltas: Prost (1:11:32.750) – Mansell (a 17.996) – Lauda (47.426) – Senna (a 1:10.964) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta)
    Até que na volta 52, Mansell que vinha fazendo uma grande corrida com seu carro da Lotus-Renault, acabou deixando a prova com problemas de freios. Foi para os boxes; De lá ele não voltou mais a prova. Era que precisava para Lauda assumir o segundo lugar, (Na pista, não iria acontecer essa ultrapassagem em condições normais) Senna passou para o terceiro lugar.
    Agora o 2ºlugar de Lauda dava o tricampeonato para o Austríaco, Agora só restava para Prost que Lauda tivesse algum problema ou que Senna fosse para cima e tentasse tirasse o campeonato das mãos dele. Classificação após 53 Voltas: Prost (1:15:49.580) – Lauda (a 49.280) – Senna (a 1:12.121) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Arnoux (a 2 Voltas)
    15 voltas para o final do campeonato: Prost vinha a quase 50 segundos de Lauda, que pilota com muito cuidado para assegurar o campeonato. Piquet vinha uma boa prova de Recuperação e ultrapassou Patrese assumindo o 7ºlugar na 55ªVolta.
    Lauda começou a virar mais lento, Apesar disso o ritmo de Senna também não era alto e a diferença dos dois passou a ser de 21 segundos a 11 voltas do final. Até o Prost também diminuiu o ritmo. Já Senna precisava se preocupar com Alboreto. O piloto da Ferrari pressionava o Brasileiro na disputa pelo pódio.
    Piquet na volta 63 passou Partick Tambay e assumiu o 6ºlugar e começou a andar do ritmo de Lauda. Lá na frente, Enquanto que Prost diminuiu muito o ritmo de prova. Em uma dessas voltas, Prost virou em 1:31 e Lauda na casa de 1:23. O Austríaco resolveu voar no final da prova tirando muito tempo da diferença do Prost. Senna vinha 17 segundos atrás de Lauda em 3ºlugar.
    Piercarlo Ghinzani a poucas voltas do final estourou o motor Alfa Romeo e deixou óleo na pista, Eram as últimas 5 voltas do campeonato. Prost normalizou o seu ritmo e andou no ritmo que Lauda estava andando. Classificação após 65 Voltas: Prost (1:33:34.875) – Lauda (a 24.186) – Senna (a 44.442) – Alboreto (a 50.263) – de Angelis (a 1:27.860) – Piquet (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)
    Com 24 segundos de vantagem, Prost encaminhava a 7ªvitória no ano, Mas o título estava nas mãos de Lauda. Senna ainda tinha a preocupação de Michele Alboreto que vinha tirando muito tempo em relação ao piloto da Toleman.
    Prost acabou conquistando a vitória, Foi a 17ªVitória da sua carreira, Mas de nada adiantou essa vitória. Andreas Nicolau Lauda chegou a 13.425 segundos do Francês e acabou conquistando o título de 1984. Era o Terceiro título de um dos maiores pilotos da História da Formula 1. Após sofrer um acidente que quase tirou sua vida no GP da Alemanha de 1976 e de parar de correr de 1979 até 1982. Ele volta para a Formula 1 pela Mclaren e desenvolve o motor Porsche e conquista o título da temporada de 1984, Aos 35 anos de idade. Ayrton Senna segurou o 3ºlugar e encerrou sua primeira temporada no pódio.
    Alboreto, De Angelis e Nelson Piquet completaram os 6 primeiros lugares. Nesse dia fazemos essa homenagem a um dos maiores pilotos e personagens da história do Esporte.
    “É uma coisa muito forte que sai lá de dentro, do fundo do meu coração. Enquanto essa força existir, eu não paro mais” – Declaração de Niki Lauda a Rede Globo.
    Obrigado por tudo Andreas Nicolau Lauda, Ou simplesmente Niki Lauda!


    Pos. Piloto Equipe Carro Motor Diferença Abandono Pontos MV Grid
    1 Nelson Piquet 1 Brabham BT53 BMW 1:46:23.748 9 * 1
    2 Niki Lauda 8 Mclaren MP4-2 Porsche a 2.612 6 8
    3 Alain Prost 7 Mclaren MP4-2 Porsche a 1:28.032 4 2
    4 Elio de Angelis 11 Lotus 95T Renault a 1 Volta 3 3
    5 Rene Arnoux 28 Ferrari 126C4 Ferrari a 2 Voltas 2 5
    6 Nigel Mansell 12 Lotus 95T Renault a 2 Voltas 1 7
    7 Ayrton Senna 19 Toleman TG184 Hart a 2 Voltas 9
    8 Manfred Winkelhock 14 ATS D7 BMW a 2 Voltas 12
    DES Martin Brundle 3 Tyrrell 12 Ford Desclassificado 21
    9 Johnny Cecotto 20 Toleman TG184 Hart a 2 voltas 20
    10 Phillipe Alliot 9 RAM 2 Hart a 5 Voltas 26
    Eddie Chevver 23 Alfa Romeo 184T Alfa Romeo a 7 Voltas Pane Sêca 11
    Marc Surer 17 Arrows A7 Ford a 11 Voltas Motor 23
    Derek Warwick 16 Renault RE50 Renault a 13 Voltas Chassis 4
    Huub Rothengatter 21 Spirit 101 Hart a 14 Voltas Não Classificou 24
    DES Stefan Bellof 4 Tyrrell 12 Ford Desclassificado 22
    Andrea de Cesaris 26 Ligier JS23 Renault a 30 Voltas Freio 10
    Corrado Fabi 2 Brabham BT53 BMW a 31 Voltas Turbo 16
    Thierry Boutsen 18 Arrows A7 BMW a 32 voltas Motor 18
    Ricardo Patrese 22 Alfa Romeo 184T Alfa Romeo a 33 Voltas Acidente 14
    Keke Rosberg 6 Williams FW09 Honda a 38 Voltas Injeção 15
    Jacques Laffite 5 Williams FW09 Honda a 39 Voltas Turbo 17
    Mike Thackwell 10 RAM 1 Hart a 41 Voltas Turbo 25
    Piercarlo Ghinzani 24 Osella FA1F Alfa Romeo a 59 Voltas Câmbio 19
    Michele Alboreto 27 Ferrari 126C4 Ferrari a 60 Voltas Motor 6
    François Hesnault 25 Ligier JS23 Renault a 63 Voltas Turbo 13
    NC Patrick Tambay 15 Renault RE50 Renault Não Classificou

    Texto: Deivison da Conceição da Silva
    Fotos: Formel1mic
    Fonte: http://portalsportszone.com.br/corri...tugal-de-1984/


  3. #3
    Corridas Históricas – GP do Canadá de 1984

    Grid de Largada:
    1 Nelson Piquet (Brabham/BMW) 1’25.442
    2 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’26.198
    3 Elio de Angelis (Lotus/Renault) 1’26.306
    4 Derek Warwick (Renault) 1’26.420
    5 René Arnoux (Ferrari) 1’26.549
    6 Michele Alboreto (Ferrari) 1’26.764
    7 Nigel Mansell (Lotus/Renault) 1’27.246
    8 Niki Lauda (McLaren/TAG) 1’27.392
    9 Ayrton Senna (Toleman/Hart) 1’27.448
    10 Andrea de Cesaris (Ligier/Renault) 1’27.922
    11 Eddie Cheever (Alfa Romeo) 1’28.032
    12 Manfred Winkelhock (ATS/BMW) 1’28.909
    13 François Hesnault (Ligier/Renault) 1’29.187
    14 Riccardo Patrese (Alfa Romeo) 1’29.205
    15 Keke Rosberg (Williams/Honda) 1’29.284
    16 Corrado Fabi (Brabham/BMW) 1’29.764
    17 Jacques Laffite (Williams/Honda) 1’29.915
    18 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’30.073
    19 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’30.918
    20 Johnny Cecotto (Toleman/Hart) 1’31.459
    21 Martin Brundle (Tyrrell/Ford) 1’31.785
    22 Stefan Bellof (Tyrrell/Ford) 1’31.797
    23 Marc Surer (Arrows/Ford) 1’32.756
    24 Huub Rothengatter (Spirit/Hart) 1’32.920
    25 Mike Thackwell (RAM/Hart) 1’33.730
    26 Philippe Alliot (RAM/Hart) 1’35.286

    Piquet dá a volta por cima e vence no Canadá de ponta a ponta.
    Nelson Piquet fez mais uma vez a pole position, Piquet que até aquele momento, antes da 7ªetapa da temporada estava sem marcar pontos, por pura falta de confiabilidade do seu carro. Enquanto Prost tinha 28.5 pontos, Lauda tinha 18, Arnoux 15, De Angelis e Warwick com 13 e Keke Rosberg com 11.5. até Ayrton Senna tinha pontos no campeonato, 4,5 pontos.
    No treino de Classificação, Nelson Piquet marcou a pole positon com seu Brabham-BMW, Ao seu lado estava o francês Alain Prost com seu Mclaren-Porsche. O Italiano Elio de Angelis da Lotus e o Inglês Derek Warwick da Renault largam na segunda fila. Completando a 3ªFila era composto pela Dupla da Ferrari, com Renê Arnoux 2 décimos mais rápido que Michele Alboreto. Completando os 10 primeiros colocados vinham Nigel Mansell com sua Lotus, Niki Lauda com sua Mclaren, Ayrton Senna com a Toleman e Andrea de Cesaris com a Ligier.


    Os pilotos partiam para volta de apresentação, Sem que ninguém tivesse algum problema. Na Largada Prost largou melhor e assumiu a ponta, mas logo depois das primeiras curvas Piquet Recuperou a ponta da corrida, antes da metade da primeira volta. Piquet, Prost, De Angelis, Alboreto, Arnoux e Mansell eram os seis primeiros colocados na primeira volta. No final da primeira volta, Alboreto superou De Angelis. No começo da segunda volta, Arnoux também conseguiu a ultrapassagem em cima do piloto da Lotus. Senna no final da 2ªvolta passou Mansell e subiu para o 8ºlugar. Mansell caiu muitas posições nas primeiras voltas, O primeiro bloco era formado pelo Piquet, Prost, Alboreto e Arnoux disputando a ponta.
    Alboreto e Arnoux se aproximavam de Prost, disputando a 2ºlugar. Depois desse bloco tínhamos De Angelis, Warwick, Lauda e Senna. Na Volta 4, Piquet faz a melhor volta da corrida 1:30.795, média de 174.932 km/h.
    Na Volta 5, Lauda já tinha ganhava a 5ªposição e iria sem dúvida pra cima dos primeiros colocados. Piquet lá na frente estava com uma vantagem pouco confortável. Enquanto isso Warwick apertava De Angelis na briga pelo 6ºlugar, Senna em 8º estava um pouco mais atrás de De Angelis e de Warwick. Lá na frente Prost tinha que se virar para segurar os dois pilotos da Ferrari.
    Classificação Após 8 voltas: Piquet (12.17.96), Prost (a 2.23), Alboreto (a 2.30), Arnoux (a 3.25), Lauda (a 14.74) e De Angelis (a 19.05). François Hesnault foi para os boxes e abandonou com problemas no turbo do motor da Ligier. Warwick continuava pressionando De Angelis na disputa pelo 6ºlugar, De Angelis conseguia manter a posição graças ao bom desempenho nas curvas e Warwick atacava o piloto da Lotus nas retas de Montreal.
    Michele Alboreto na volta 10 abandona a corrida, o italiano vinha vindo para lutar pelo segundo lugar da corrida. Na Volta 13, Warwick ultrapassa De Angelis e assumiu a 5ºposição. Piercarlo Ghinzani da Osella deixou a corrida com problemas de câmbio. Arnoux foi para os boxes para a troca de Pneus e voltou atrás de Ayrton Senna.
    Piquet continuava na frente, com Prost em 2º, Lauda estava em 3º a 10 segundos de Piquet e Prost, Depois Warwick e De Angelis em 4º e 5º colocados, e Ayrton Senna estava em 6º com 16 voltas completadas. Arnoux estava com problemas em seu carro. Piquet tinha um pouco mais de 1 segundo a 2 segundos de diferença. Piquet com 1:30.185 fazia de novo a melhor volta da corrida, na volta 17. Média de 176 km/h.
    Aos poucos, Os carros mais lentos começavam a chegar para tomarem volta, um dos primeiros foi Marc Surer com seu Arrows Cosworth, Senna perdeu rendimento e perdeu posição para Arnoux e para Rosberg com seu Williams-Honda. Classificação após 20 voltas: Piquet, Prost, Lauda, Warwick, De Angelis, Arnoux, Rosberg, Senna, Mansell e De Cesaris. Isso após 20 voltas completadas.

    Rothengatter tinha problemas com seu equipamento, mas não abandonou a corrida, decidiu continuar quando tudo indicava que iria abandonar a corrida. Arnoux se recuperava de forma Brilhante superou Elio de Angelis e assumiu a 5ªPosição. Apos 23 voltas, à classificação era essa: Piquet, Prost (1 Segundo), Lauda (10 Segundos), Warwick (41 Segundos) Arnoux (44 Segundos) e De Angelis (44 Segundos). Na disputa pelo bloco intermediário, Corrado Fabi, Thierry Boutsen e Johnny Cecotto brigando por um lugar melhor na corrida. Logo atrás, vinha Nelson Piquet prestes a dar 1 volta nos 3.
    Piquet acabava se dando bem para nessas sessões de ultrapassagem de retardatários já que Corrado Fabi não facilitou para Prost, Rosberg na volta 26 passava De Angelis e assumia a 6ºposição da corrida.
    No final da volta 27, Renê Arnoux faz uma bela manobra em cima de Warwick, supera o inglês e assumiu a 4ªposição. Agora a missão do piloto da Ferrari era “simples”, tirar 34 segundos em cima de Lauda, o terceiro colocado que tentava chegar em Alain Prost e Nelson Piquet pela briga pela ponta. Senna estava em 9ºlugar com a Toleman, mas já sem rendimento, pois estava caindo na corrida, Já estava começando a sentir pressão do norte-americano Eddie Cheever com a Alfa-Romeo (Jaguar dos anos 80).

    Classificação depois de 29 Voltas: Piquet, Prost (4s), Lauda (10s), Arnoux (44s), Warwick (47s) e De Angelis (56s) Rosberg que estava em 6ºlugar enfrentava problemas em seu carro. Mike Trackwell da RAM-Hart abandonou a corrida, com problemas no seu turbo. Não só a Williams de Rosberg, mas a Williams de Laffite também começava a ter problemas também, com o passar do tempo, os carros começavam a perder desempenho e a terem problemas, mas também tinha um pouco do consumo de combustível, que preocupava vários pilotos que tinham medo disso devido ao tipo de pista.
    Piquet continuava na ponta da corrida. Com uma vantagem razoavelmente boa para Prost que começava a ver Lauda se aproximar do Francês de nariz torto, Laffite com problemas de Turbo e Rosberg por problemas de Injeção abandonariam a corrida. Com isso tínhamos 20 carros na corrida. Andrea de Cesaris fez a sua troca de pneus, e acabou demorando demais em sua troca. Mais de 20 segundos para fazer esse serviço. Começando a 2ªmetade da corrida Piquet via Prost e Lauda se aproximarem para a briga do primeiro lugar.
    Cheever e Senna tomaram uma volta de Piquet e Prost. Nessa o francês se deu bem e acabou se aproximando de Piquet. Senna estava lutando pelo 8ºlugar contra Cheever, O Norte-Americano tinha um melhor desempenho que o Brasileiro.

    Mansell pressionava De Angelis, Nessa Briga estava em jogo a 6ªposição, Patrese acabou batendo seu Alfa Romeo e abandonou a corrida. Outro que Abandona a corrida foi Thierry Boutsen com seu Arrows-BMW que acabou explodindo. Corrado Fabi para os boxes e a Brabham faz o trabalho de 28 segundos. E continuava a batalha entre De Angelis e Mansell pela 6ªposição.
    Enquanto isso na volta 44, Piquet mantem uma distância de 2 segundos na frente de Prost, com os dois carros da Lotus pela frente. Lauda encostou-se a Prost, disposto para lutar pelo 2ºlugar, com o austríaco com melhor desempenho que Prost. Mansell ultrapassou De Angelis e assumiu a 6ªposição. E Lauda passou Prost e assumia a segunda posição, largando de oitavo lugar Lauda faz incrível corrida, e seria um forte adversário para Piquet pela vitória no Canadá.
    De Angelis acabou cometendo um erro que quase custou à corrida de Lauda, passando reto em uma curva que hoje é a primeira curva do atual GP do Canadá. Lauda perdeu tempo, isso possibilitou a Prost se aproximar do Austríaco, mas Lauda continuava a abrir de Prost, mostrando que seu carro estava muito melhor que do francês. Classificação após 47 Voltas: Piquet, Lauda, Prost, Arnoux, Warwick, Mansell, De Angelis, Cheever, Senna e Bellof eram os 10 primeiros.
    Piquet já tinha 7 segundos na Frente de Lauda que tinha 4 na frente de Prost, dai eram 50 segundos na Frente de Arnoux, depois Warwick e Mansell completavam a zona de pontuação. Johnny Cecotto na volta 52 tomava 2 voltas de Piquet. Bellof abandonaria a corrida com seu Tyrrell-Ford. Warwick passava Arnoux para assumir a 4ªposição. Arnoux estava com problemas em seu carro e Warwick disparou na Frente na volta 53. Piquet continuava Bastante tranquilo na Frente, ultrapassando retardatários. Lauda estava um pouco mais atrás, sendo a única ameaça de vitória para Piquet, além disso, O motor poderia se algo a impedir a vitória do Brasileiro nas 14 voltas finais. Seu motor poderia resistir nessas voltas finais, para finalmente o campeão de 1983 marcar seus primeiros pontos no campeonato.
    Warwick vai para os Boxes para troca de Pneus. E a Renault fez uma troca lenta para Warwick, foi de 16 segundos que permitiu a Mansell a passar para a 4ªposição. Warwick voltou na Volta seguinte aos boxes para novamente trocar de pneus. Com isso a corrida dele estava super prejudicada. Nas últimas 10 voltas, os equipamentos estavam em boa parte com problemas, Warwick, Prost, Senna e Arnoux tinham problemas. Além disso, tinha também o Fantasma do combustível. Tanto que Warwick abandonaria a corrida com problemas do Chassi. Só tínhamos 12 carros na Corrida, 13 se contamos Rothengatter que se arrastava na pista com a modesta Spirit
    Restando 9 voltas: Piquet, Lauda, Prost, Mansell, De Angelis, Cheever, Arnoux, Senna, Winkelhock, Brundle, Cecotto, Alliot, eram os 12 que estavam na corrida depois do abandono de Surer, com problemas de motor. De Angelis estava começando a ficar mais para Cheever andava forte com seu Alfa Romeo lutando pela 5ªposição, no final da corrida.
    Piquet continuava na Frente, com uma vantagem consolidada sobre Lauda, agora só uma quebra ou pane seca poderia tirar a vitória do Brasileiro, campeão da temporada passada.

    Restando 3 Voltas para o Final, As brigas lá atrás estavam intensas, De Angelis recuperava o 4ºlugar, Cheever teve pane seca e abandonava a corrida depois de uma ótima corrida. Mansell tentava segurar Arnoux que tinha também Sérios problemas de Motor. Senna em 7º tambem tentava se aproximar de Arnoux, mas também não tinha muito rendimento para alcançar o Francês da Ferrari,
    Todos os carros estavam ou nas últimas ou com pouco combustível. Depois de 6 corridas sem completar, Finalmente Piquet numa corrida perfeita consegue os primeiros 9 pontos, a primeira vitória e a certeza de que poderia ainda brigar pelo titulo. Lauda e Prost que éramos protagonistas a brigar por vitórias foram os principais coadjuvantes dessa corrida, De Angelis, Arnoux e Mansell, Senna em 7º fez mais uma boa corrida em 1984. Winkelhock, Brundle, Cecotto, Alliot completaram a corrida, Rothengatter também chegou ao final, mas 14 voltas atrás, e isso fez com que ele não fosse classificado.


    Pos. Piloto Equipe Carro Motor Diferença Abandono Pontos MV Grid
    1 Nelson Piquet 1 Brabham BT53 BMW 1:46:23.748 9 * 1
    2 Niki Lauda 8 Mclaren MP4-2 Porsche a 2.612 6 8
    3 Alain Prost 7 Mclaren MP4-2 Porsche a 1:28.032 4 2
    4 Elio de Angelis 11 Lotus 95T Renault a 1 Volta 3 3
    5 Rene Arnoux 28 Ferrari 126C4 Ferrari a 2 Voltas 2 5
    6 Nigel Mansell 12 Lotus 95T Renault a 2 Voltas 1 7
    7 Ayrton Senna 19 Toleman TG184 Hart a 2 Voltas 9
    8 Manfred Winkelhock 14 ATS D7 BMW a 2 Voltas 12
    DES Martin Brundle 3 Tyrrell 12 Ford Desclassificado 21
    9 Johnny Cecotto 20 Toleman TG184 Hart a 2 voltas 20
    10 Phillipe Alliot 9 RAM 2 Hart a 5 Voltas 26
    Eddie Chevver 23 Alfa Romeo 184T Alfa Romeo a 7 Voltas Pane Sêca 11
    Marc Surer 17 Arrows A7 Ford a 11 Voltas Motor 23
    Derek Warwick 16 Renault RE50 Renault a 13 Voltas Chassis 4
    Huub Rothengatter 21 Spirit 101 Hart a 14 Voltas Não Classificou 24
    DES Stefan Bellof 4 Tyrrell 12 Ford Desclassificado 22
    Andrea de Cesaris 26 Ligier JS23 Renault a 30 Voltas Freio 10
    Corrado Fabi 2 Brabham BT53 BMW a 31 Voltas Turbo 16
    Thierry Boutsen 18 Arrows A7 BMW a 32 voltas Motor 18
    Ricardo Patrese 22 Alfa Romeo 184T Alfa Romeo a 33 Voltas Acidente 14
    Keke Rosberg 6 Williams FW09 Honda a 38 Voltas Injeção 15
    Jacques Laffite 5 Williams FW09 Honda a 39 Voltas Turbo 17
    Mike Thackwell 10 RAM 1 Hart a 41 Voltas Turbo 25
    Piercarlo Ghinzani 24 Osella FA1F Alfa Romeo a 59 Voltas Câmbio 19
    Michele Alboreto 27 Ferrari 126C4 Ferrari a 60 Voltas Motor 6
    François Hesnault 25 Ligier JS23 Renault a 63 Voltas Turbo 13
    NC Patrick Tambay 15 Renault RE50 Renault Não Classificou

    Fonte das Fotos: Formel1mic, Bestlap
    Texto: Deivison da Conceição da Silva
    Fonte: http://portalsportszone.com.br/gp-do-canada-de-1984/

  4. #4
    GP da Bélgica de 1990

    Senna Conquista Vitória importante em SPA para o Titulo de 1990


    Grid de largada:
    1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’50.365
    2 Gerhard Berger (McLaren/Honda) 1’50.948
    3 Alain Prost (Ferrari) 1’51.043
    4 Thierry Boutsen (Williams/Renault) 1’51.902
    5 Nigel Mansell (Ferrari) 1’52.267
    6 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’52.648
    7 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’52.703
    8 Nelson Piquet (Benetton/Ford) 1’52.853
    9 Jean Alesi (Tyrrell/Ford) 1’52.885
    10 Satoru Nakajima (Tyrrell/Ford) 1’53.468
    11 Aguri Suzuki (Lola/Lamborghini) 1’53.523
    12 Ivan Capelli (Leyton House/Judd) 1’53.783
    13 Stefano Modena (Brabham/Judd) 1’53.916
    14 Mauricio Gugelmin (Leyton House/Judd) 1’54.120
    15 Eric Bernard (Lola/Lamborghini) 1’54.251
    16 Pierluigi Martini (Minardi/Ford) 1’54.312
    17 Emanuele Pirro (Dallara/Ford) 1’54.595
    18 Derek Warwick (Lotus/Lamborghini) 1’55.068
    19 Alex Caffi (Arrows/Ford) 1’55.199
    20 Andrea de Cesaris (Dallara/Ford) 1’55.261
    21 Nicola Larini (Ligier/Ford) 1’55.278
    22 Martin Donnelly (Lotus/Lamborghini) 1’55.304
    23 Olivier Grouillard (Osella/Ford) 1’55.334
    24 David Brabham (Brabham/Judd) 1’55.668
    25 Paolo Barilla (Minardi/Ford) 1’55.859
    26 Michele Alboreto (Arrows/Ford) 1’56.055

    Não Classificaram para a corrida:
    27 Philippe Alliot (Ligier/Ford) 1’56.118
    28 Gabriele Tarquini (AGS/Ford) 1’57.566
    29 Yannick Dalmas (AGS/Ford) 1’57.704
    30 Bertrand Gachot (Coloni/Ford) 1’58.520
    31 Roberto Moreno (Euro Brun/Judd) 2’00.270
    32 Claudio Langes (Euro Brun/Judd) 2’01.405
    33 Bruno Giacomelli (Life) 2’19.445 29.080

    Senna conquista vitória importante em SPA rumo ao Titulo de 1990
    A Disputa pelo titulo de 1990 estava acirrada e Senna tinha 10 pontos na Frente de Prost, era um confronto particular entre os Rivais, um com o Melhor motor da Formula 1 (Mclaren Mp4/6 com os Motores Honda de 10 Cilindros) contra o Melhor Chassi da Ferrari de Alain Prost. Na Bélgica, Senna vencedor das edições de 85, 88 e 89 saia na pole position, com Berger em Segundo e Prost em Terceiro.
    Na Largada, Senna larga bem e mantém a ponta e Berger protege Senna e não deixa oportunidade para Prost tentar ultrapassar os dois. um pouco mais atrás Piquet toca em Mansell que vai para a mureta de proteção, as duas Lotus se chocam, uma delas perde o Bico, uma Dallara fica atravessada no meio da pista. Ou seja, vários pilotos tiveram problemas e antes de completarem a primeira volta a largada acabou sendo anulada e com isso os pilotos se alinharam para a 2ªlargada.
    Na 2ªLargada, Senna Larga bem, mas quem se destaca é o Piloto da Casa Thierry Boutsen que passou de 4º para segundo, mas muito devido ao Berger que acabou bloqueando a largada de Prost, que caiu para o 5ºlugar. Berger foi para a Luta para tentar recuperar a 2ªposição que estava nas mãos de Boutsen. Nannini era o 4ºlugar.
    Senna Completa a 1ªVolta com Boutsen, Berger e Nannini atrás, Prost continuava em 5º Mansell em 6º, Piquet e Patrese completavam os 8 primeiros colocados. mas Paolo Barilla bateu muito forte na segunda volta e De Cesaris acabou rodando. Apesar de terem completado a 1ªvolta da corrida, a largada foi anulada mais uma vez, e assim os pilotos iriam para a Terceira largada e que eles esperavam que essa fosse à largada definitiva.
    Na 3ªLargada, Senna largou mais uma vez ficou em 1º, Berger em 2º, Prost em 3º e Boutsen em 4º, quem largou bem foi Patrese que Saiu de 7º para 5ºlugar. Mansell foi mal demais, ele caiu de 5º para 8ºlugar e o pior sendo pressionado por Alesi com a Tyrrell-Ford.

    Boutsen na 3ªvolta estava começando a chegar perto de Prost buscando a3ªPosição, mais que isso, precisava convencer Frank Williams de que seria útil para a Williams em 1991. Nakajima teve problemas e abandonou a corrida na 3ªVolta. Senna estava tranquilo na liderança com Berger protegendo Senna dos ataques de Prost. Thierry Boutsen, Patrese e Nannini completavam os 6 primeiros, Piquet em 7º, muito longe de Nannini. Na sexta Volta, Pirro abandonou a corrida com problemas de Vazamento de Água em seu Dallara-Ford.
    A Classificação era após 6 Voltas: Senna (11:59.903), Berger (1.849), Prost (2.503), Boutsen (3.664) Patrese (4.848), Nannini (6.090). Prost começava a se aproximar de Berger para lutar pelo 2ºlugar. Senna na Volta 7 Tinha a melhor volta da Corrida, 1:58.712, Piquet, Alesi, Mansell, Capelli, Bernard e Gugelmin eram colocados de 7º até o 12º. Alias decepção para a corrida de Mansell, que estava numa corrida lamentável com a Fortíssima Ferrari. Após 10 voltas a Classificação continuava a mesma: Senna, Berger, Prost, Boutsen, Patrese e Nannini. As disputas mais interessantes estavam no pelotão intermediário, com Gugelmin tentando passar Bernard e Mansell tentando recuperar terreno.
    Na Volta de número 11, Boutsen estava perto de Prost, tentando definir a briga. Mais Prost precisava tentar algo pra se aproximar e passar Berger e partir para buscar Senna. Mansell na Volta 12 para Trocar os pneus. Ele já tá caia para a 10ªPosição. Na Volta 12, Prost Faz a melhor volta da corrida, 1:58.151 e se aproximava de Berger pelo 2ºlugar.
    Prost abria fogo pra cima de Berger pela 2ªposição. Lá Atrás, Alesi e Capelli lutavam pelo 8ºlugar. Prost na chicane que ficava um pouco antes da Reta dos boxes passou Berger e assumiu a Segunda posição e começou a tentar buscar Ayrton Senna. Boutsen chegou em Berger para lutar pelo 3ºlugar.
    Agora a Corrida começava a ficar bastante interessante devido ao confronto Senna, Prost tinha 4 segundos atrás do Prost, Nannini ultrapassou Patrese e assumiu a 5ªPosição, Patrese estava em Ritmo lento e já na Alça de mira de Piquet.
    Com 19 Voltas completadas Berger foi para a sua parada nos boxes, Patrese abandonou a corrida na mesma volta. Na volta seguinte, Foi a vez de Mansell deixar a corrida, Mansell que já estava mal na corrida. Classificação após 19 Voltas: Senna. Prost, Boutsen, Nannini, Piquet e Berger, com Alesi em 7º, Gugelmin em 8ºe Capelli em 9º Senna e Prost continuavam na luta pela vitória e pelo titulo de 90, e os Retardatários estavam cada vez em número maior, Senna chegou em uma volta a pegar 3 deles na reta.
    Na Volta 21, para a Tristeza dos Belgas, Thierry Boutsen abandona a corrida devido a problemas de Transmissão. Com isso. Gugelmin já estava na zona de pontuação e o piloto da Leyton House, não pensava parar nos boxes de maneira nenhuma na corrida, seria essa a forma que ele tinha para poder pontuar na corrida.
    Na Volta 23, Senna e Prost vão para a parada Juntos, e ambas as equipes trabalham bem, Senna Voltou Exatamente na Frente de Nannini e Prost voltou em 3ºlugar. Nannini ainda estava grilado por causa do GP da Hungria, pois ele foi vitima de um acidente que Senna causou. Depois de ataques do piloto da Benetton, Quando a temperatura dos seus pneus foi ficando normal Senna fugiu de Nannini e abriu vantagem na liderança. Nannini que teria que segurar Prost na briga pelo 2ºlugar. Após 23 Voltas a Classificação era a Seguinte: Senna (45:49.064), Nannini (0.601), Prost (4.437), Berger (13.127), Piquet (14.361) e Gugelmin (37.232).
    Na Volta 24, Prost outra vez faz a melhor volta da corrida e se aproximava de Nannini cada vez mais, Nannini em 2º não foi trocar os pneus devido ao Excelente chassi da Benetton que permitia fazer uma corrida sem trocar os pneus, Piquet foi trocar os pneus e a Benetton demorou na troca que foi de 14 segundos, voltando na 6ªposição. Mauricio Gugelmin passou para 5º.
    Prost na Volta 27 partiu de vez ao ataque em cima de Nannini enquanto essa briga acontecia, Senna aproveitava e faz a melhor volta da corrida, 1:56.104 e tentava abrir o máximo possível para administrar a corrida nas voltas finais.
    No Final da volta, na chicane antes da reta dos boxes, Prost passou Nannini de forma arrojada para os padrões de Alain Prost e assumiu a segunda posição, Nannini sem pneus não resistiu muito tempo, apesar do excelente chassi da Benetton B190. Seus pneus estavam em péssimo estado em relação aos outros pilotos que estavam com pneus normais.

    Andrea de Cesaris com problemas de Motor abandonava a corrida na volta 30, ao mesmo tempo que Piquet passou Gugelmin e voltou a 5ªposição, mas Gugelmin em 6º estava bem tranquilo em relação manter a 6ªposição, que daria o primeiro ponto dele no ano. Com 30 Voltas completadas, a classificação era essa: Senna, Prost, Nannini, Berger, Piquet e Gugelmin.
    Na Volta 32, Alboreto não deixou Prost passar por varias curvas e complicando a vida de Prost que viu a vantagem de Senna aumentar de 6 segundos para 10 segundos por causa disso.
    Alain Prost, FerrariRestando 11 Voltas para o Final da Corrida, Senna virava volta mais rápida em cima de Volta mais rápida. A grande briga que poderia acontecer no final de corrida seria a de Nannini tentando manter o 3ºlugar em cima de Berger com pneus em melhor estado que o piloto da Benetton. De resto, as outras posições estavam praticamente definidas.
    Na Volta 35, Berger chegou de vez em Nannini e iniciou a briga pelo 3ºlugar, a Benetton era um carro em termo de Chassi melhor que o Mclaren, mas o motor da Honda é muito mais potente que o Ford HB da Benetton. Na volta seguinte, Nannini não passou Caffi e Berger tentou e Acabou lado a lado na Grande reta da pista depois da Eau Rouge e por muito pouco Nannini e Berger não batem e abandonam a corrida, pois quase tocaram roda por roda. A 7 Voltas do Final, Berger foi de novo, mas já teve mais cauteloso e não foi de uma vez para cima do Nannini. era o pega do final da prova, já que Senna e Prost tinham as posições definidas. David Brabham parou a 6 Voltas do final da corrida devido a problemas elétricos mas deixou o carro em posição em parte perigoso. Classificação era nesse momento: Senna, Prost, Nannini, Berger, Piquet, Gugelmin.
    Na Volta 41, Senna já administrava a sua vantagem na liderança. Enquanto isso continuava a disputa entre Nannini e Berger pelo 3ºlugar. A Classificação na Volta 40 era: Senna (1:18:42.914), Prost (10.047), Nannini (32.379), Berger (33.621), Piquet (1:19.961) e Gugelmin (1:35.782), Mas a 3 Voltas do Final da corrida, Alessandro Nannini escorregou e Berger aproveitou para tomar o 3ºlugar de Nannini e conquistar seu lugar no pódio, enquanto Nannini sem ritmo de corrida acaba desistindo da disputa. Stefano Modena também abandona com Problemas de Motor Judd.
    Senna conquistou sua 5ªVitória na temporada de 90, abrindo mais 3 pontos em cima de Prost que terminou em 2º, Senna com 63 pontos e Prost com 50 pontos disputavam o campeonato, Berger em 3º, Nannini em 4º, Piquet em 5º e Gugelmin em 6º completaram a zona de pontuação. O piloto da Leyton House conseguiu fazer o primeiro ponto nessa temporada. 17 carros terminaram a corrida, contando com Modena que atingiu os 90% das voltas completadas.


    GP Local Data Etapa Extênsão Voltas
    Bélgica Spa-Francorchamps 26 de Agosto de 1990 11 6.940 44

    Pos. Piloto
    Equipe Carro Motor Diferença Abandono Pontos MV Grid
    1 Ayrton Senna 27 Mclaren MP4-5B Honda 1:26:31.997 9 1
    2 Alain Prost 1 Ferrari F1-90-2 Ferrari a 3.550 6 * 3
    3 Gerhard Berger 28 Mclaren MP4-5B Honda a 28.462 4 2
    4 Alessandro Nannini 19 Benetton B190 Ford a 49.337 3 6
    5 Nelson Piquet 20 Benetton B190 Ford a 1:29.650 2 8
    6 Mauricio Gugelmin 15 Leyton House CG901 Judd a 1:48.851 1 14
    7 Ivan Capelli 16 Leyton House CG901 Judd a 1 Volta 12
    8 Jean Alesi 4 Tyrrell 19 Ford a 1 Volta 9
    9 Eric Bernard 29 Lola LC90 Lamborghini a 1 Volta 15
    10 Alex Caffi 10 Arrows A11B Ford a 1 Volta 19
    11 Derek Warwick 11 Lotus 102 Lamborghini a 1 Volta 18
    12 Martin Donnelly 12 Lotus 102 Lamborghini a 1 Volta 22
    13 Michele Alboreto 9 Arrows A11B Ford a 1 Volta 26
    14 Nicola Larini 25 Ligier JS33B Ford a 2 Voltas 21
    15 Pierluigi Martini 23 Minardi M190 Ford a 2 Voltas 16
    16 Olivier Grouillard 14 Osella FA1Me Ford a 2 Voltas 23
    17 Stefano Modena 8 Brabham BT59 Judd a 5 Voltas Motor 13
    18 David Brabham 7 Brabham BT59 Judd a 8 Voltas Elétrico 24
    19 Andrea de Cesaris 22 Dallara BMS-F190 Ford a 17 Voltas Motor 20
    20 Thierry Boutsen 5 Williams FW13B Renault a 23 Voltas Transmissão 4
    21 Nigel Mansell 2 Ferrari F1-90-2 Ferrari a 25 Voltas Estabilidade 5
    22 Ricardo Patrese 6 Williams FW13B Renault a 26 Voltas Câmbio 7
    23 Emanuelle Pirro 21 Dallara BMS-F190 Ford a 39 Voltas Vazamento de Água 17
    24 Satoru Nakajima 3 Tyrrell 19 Ford a 40 Voltas Motor 10
    25 Paolo Barilla 24 Minardi M190 Ford a 44 Voltas Acidente 25
    26 Aguri Suzuki 30 Lola LC90 Lamborghini a 44 Voltas Acidente 11
    NC Phillipe Alliot 26 Ligier JS33B Ford Não Classificou
    NC Gabriele Tarquini 17 AGS JH25 Ford Não Classificou
    NC Yannick Dalmas 18 AGS JH25 Ford Não Classificou
    NC Bertrand Gachot 31 Coloni FC189C Ford Não Classificou
    NC Roberto Pupo Moreno 33 EuroBrun ER189B Judd Não Classificou
    NC Claudio Langes 34 EuroBrun ER189B Judd Não Classificou
    NC Bruno Giacomelli 39 Life F190 Life Não Classificou

    Texto: Deivison da Conceição da Silva
    Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic
    Fonte: http://portalsportszone.com.br/gp-da-belgica-de-1990/

Etiquetas para este tema

Permisos de publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes
  •